sábado, 19 de junho de 2010

O QUE SOMOS ? :



quem somos ?
onde estamos ?
como surgiu tal vasto mundo ?
pois somente refletido nos horizontes infinitos.


todavia tal dúvida,tão questionada,
porque os homens morrem, retornam ao nada,
no que condiz vossas carnes,
ao que seus espíritos seguem no oculto,
pois para onde vão ?
além dos paraísos dos deuses tão envoltos de mistérios.
oh! divindades... quem realmente são ?
senão o reflexo do horizonte,tal alusão,
da eterna essência,
humana, verídica,
e a resplandecência,
de ser único, ideia fatídica,
e por tal,
viver-emos cada dia, em vastos mundos...
tão complexos, tão diversos, de esperanças, tão inundos.


eis que tais mundos,
deparam-se com o horizonte,de horizontes,
se fazem soturnos.
pois o tempo corre ao por do sol,
desbravando as águas,sob as montanhas,
das noites tão tristes,seguindo a cada instante,
cada sol do amanhecer, ciclo incessante.


pois a mim nada importa,
saber de onde veio o mundo que permeio,
e a nada me importa saber quem somos,
pois tudo flui nas correntezas do rio da existencia,
gradual... causal,
como tão pouco ajoelhar-me,
diante de um messias,
de tantas lendas incertas,
como também às diversas profecias.


apenas sigo... contudo a fluir,
livre de tantos tormentos,
de tantas guerras,dogmas,conventos...
de tantos conflitos e hipocrisia, que nas religiões está a existir.
estão sempre clamando tantos santos,
que fazem de suas histórias, cada um, um martir.


pois a beleza está no mistério,
a cada sol, a cada lua,
um seguido após o outro,
semeando todos os sentimentos,
felizes ... contraparte dos lamentos.

pois de onde vim, não há fim.
onde não existem os perscrutam,
a natureza, de todas as coisas, tão envoltas,
de mistérios, aqueles que apenas, da correnteza desfrutam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário