sexta-feira, 30 de julho de 2010

ILUSÃO :

a que se resumiu...
fora um erro crer,
equivoco amar,
desleixo ver,
falhei ao sentir,
tentei lhe ouvir...
à um efeito surtir,
nada se fez,
ferir,
pois sim, feriu-me.


jugaste-me, ao que nunca sentiu,
o que outrora consome meu peito,
pois puseste a julgar o que eu faço,
ingênuamente, não sabeis ao respeito,
tenteis transformar-me em tal seu ensejo,
o intento de expurgar minha essência, feito,
nada pudera, este falha, sentimento imperfeito.


queima chama,
esta, meu inferno,
lagrimas congelam.
meu frio, teu inverno...
ao que não protelam mais,
minhas dores, tão enegrecidas,
ao matar sua sede, oh, nunca mais.


tornaste tanto tempo,
ao meu lado,
ouviste-me surda,
proferidas palavras silenciosas,
relembra,
remete,
ao passado,
agora, olhos meus fitam,
o que sentira, tú, sempre...
pois ao que posso lhe dizer... merda.


ferira,
sentira,
não entendera,
esculpíra,
em minha face,
a mentira,
enlace,
de tal com teu semblante,
me iludira,
ferrenha,
acudira, meus anseios,
à ilusão,
pudera...
tú entender,
me julgar,
meu coração...
cheio de mágoa, cedera,
até, perceber...
por fim, futil, a fitar,
tua ideia, conceito, ilusão.




Um comentário: