quinta-feira, 10 de março de 2011

Chuviscos :

chove chuva, tu que és por natureza chuvosa,
chovendo chuviscos chuviscados chamando
chiados do chão
de árida areia arenosa,
clamando para a clara chama do sol de verão,
deixe meu amor e eu passarmos pelo quarteirão!

chova chamas choradas do dia,
douradas, encarnaram alegrias,

chocando chocalhos de cascavéis,
derrocando os castelos de areia dos reis,
choveis chuvisquinhos tempestuosos...
pois bem...!
chovendo chuviscos chuviscados à terra chiando,
chove chuva, tu que és por natureza chuvosa!






Pois bem...! chova chuva!... Não ando com muito tempo ou inspiração pra escrever, de fato não há nada que me motive, até mesmo o sentimento de monotonia é algo empolgante nesses ultimos dois meses, e esse é um que achei dentro de uma pasta aqui, uma brincadeira com aliterações e pleonasmos, do tipo " Um quadro torto, Torto entortado..." espero que tenham gostado, pois logo virei com mais poemas sinistros e depressivos ainda mais pesados, não perdem por esperar, MWAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário