segunda-feira, 23 de maio de 2011

Correndo pela floresta ( Leandro Meyer, Santiago Salinas Crow )




correndo pela floresta
dos elfos perdidos em sombras,
engolindo quaisquer intrusos
que nela ousaram adentrar,

a luz do sol não chegara àqueles confins,
embrenhado nas relvas sem fins,
eis o medo que abraça a criança
sob um fundo rio, pulando em pedras;

ao som do vento brilha a lua,
contemplando os seres da noite,
o Lince, o Lobo, e a Coruja,
dançam todos ao cantar dos Corvos;

fantasmas, barcas, oiros,
todos sonhos de um caçador,
na penumbra dos pesadelos
co'as caras risonhas a mostrar;

a luz do sol não chegara àqueles confins,
embrenhado nas relvas sem fins,
eis a cobiça a sufocar o homem,
sob um fundo abismo de espadas...

a luz do sol não chegara àqueles confins,
embrenhado nas relvas sem fins,
eis o medo que abraça a criança
sob um fundo rio, pulando em pedras...



Bem caros amigos... por um tempo fiquei parado sem postar nada, volto lhes com essa letra que fizemos, inspirados em "O Hobbit" de Tolkien...

Nenhum comentário:

Postar um comentário