segunda-feira, 11 de junho de 2012

Agora...



.


se foi tudo, à noite calma,
eu vejo o mar,
um rosto a contemplar...

dentre nuvens, apenas nos cuidando...
e sua luz nas águas
apenas era a lua revelando;

as crianças perdidas, que tivemos,
diante um juramento,
desconhecendo a eternidade...

eu desejo você, e vou até o fim,
não importa o quanto custe,
impossível, pensar em ti senão assim,
não há mais nada, que me assuste...

quando em você eu penso,
um anjo tão belo na madrugada,
e de semblante, tão intenso...
do passado, agora, não resta nada;

eu amo você, preciso da sua presença,
toca-me a mão, venta num centeio,
sentimento não há, e que isso vença,
o horizonte vislumbro, és tu meu anseio;

parece um sonho, agora a acontecer,
podemos alcançar a estrelas e os planetas,
eu não quero deixar você jamais,
sequer posso mensurar sua distância...

... nossos momentos foram efêmeros,
e mui ansiei que fossem séculos,
por você eu deixei toda a glória,
de um vaidoso imperador viciado...

parte de mim, vai contigo,
esperando-te, um breve reencontro,
te vais, como algo em mim já tão antigo
a pairar... e eu aqui estarei, perante o mar...




2 comentários:

  1. oi
    temos o prazer de convidar vc para o Sarau Para Ty, acontecerá na próxima sexta 15/06/2012, as 20:00hs...
    venha ouça, participe e se envolva...

    local: ELIPSE CULTURAL (ao lado do Colégio Plante)

    mais informações:

    http://www.sarauparaty.blogspot.com/

    sarau_paraty@hotmail.com

    Abraço.

    ResponderExcluir