sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Imbecilidade





























anda
a demanda
da imagem...
soberba, hipocrisia,
a palavra tola, que enegrecia
minha face, armas, proferia...

eu... ao vislumbrar da obviedade,
tão fluente à boca dum parvo,
incapaz de julgar-se, se encontrar...
como um vaso vazio
que esvai-se de si próprio...
teme a sombra, descobrir-se,
além do pano, a desvelar,
solidão, do que tens medo?

não se suporta, não se aguenta,
contudo, de conteúdo desprovido,
então nega, nisso alenta
a si, no que lhe fora, pois, dito.

mediocridade patética,
fraqueza, ou força?
que será, pra que serve isso?
complacência alheia, sem sentido,
tanto importa,
conforta
consolar-se em frágeis alicerces,
que tão quão ele... muito se fala e nada diz,
senão, para envoltos de aplausos, à santa imbecilidade.




Nenhum comentário:

Postar um comentário